. l e t o l o g i a .

Tecnologia do Blogger.

Universos Afins

13 novembro, 2018

Acho que posso dizer com certeza que a Rainbow Rowell é uma das minhas escritoras favoritas , e mesmo não tendo lido todos os seus livros, tenho certeza de que gostarei de todos, mesmo que a história não seja das mais empolgantes, pois sua escrita é muito fluida e gostosa de ler. Rainbow domina as palavras de uma forma que me faz grudar no livro e não querer larga-lo até terminar. 
Com Universos Afins, não foi diferente. Eu o devorei em uma manhã, durante aulas vagas de Física. Nosso professor ficou doente, então resolvi usar o tempo livre para ler. Estou lendo A Canção de Aquiles no momento, mas Universos Afins foi um dos meus presentes de aniversário, e como senti falta de ler algo da Rainbow, resolvi passar na frente.

Mornings are for coffee and comtemplation

01 outubro, 2018


Faltei à escola hoje. Acordei com uma cólica insuportável (que ainda permanece, só que de forma mais amena), e simplesmente não estava disposta a sair de casa. Eu odeio menstruação. Tem todo um significado por trás, ligado ao sagrado feminino e tals, coisas que eu acredito e acho lindo, mas que na real não dá para ser aplicado a todas. As mulheres da minha família sempre sofreram muito com o período menstrual, tanto por parte de mãe como de pai, e eu herdei isso, é claro. 
De qualquer forma, só consegui levantar da cama de fato às 08:00, quanto a minha avó bateu na porta do meu quarto, perguntando se eu estava bem. Saí do quarto e fui tomar café, como é de praxe. Na verdade, eu nunca tomo café em casa. Não dá tempo, então sempre tomo na escola, o que é legal. O meu ônibus é sempre o primeiro a chegar, então nós nos sentamos na cantina e tomamos café da manhã juntos. O café é ruim, mas vale a pena.  Alguém sempre leva biscoito e compartilha com o resto de nós. É divertido, pois é como tomar café em família. O que não deixa de ser verdade. Sinto falta disso quando não vou, mas é legal ficar isolada, pra variar.

Sunshine blogger awards ❤

30 setembro, 2018

Se tem uma coisa que amo no mundo dos blogs, são tags. Apesar disso, quase nunca as respondo aqui, embora esteja sempre à procura. Decidi que vou mudar isso e como ponto de partida, responderei a Sunshine Blogger Awards. Vi essa tag no blog da Cecília e no da Joana, e além de ter achado o nome bonitinho, fiquei muito animada com as perguntas que fizeram. Eis as respostas que dei para elas :

Dias corridos

Faz um mês desde que apareci aqui pela última vez...
Acontece que o 2º ano chegou com tudo e eu mal tenho tido tempo de dormir. Parece estranho dizer isso, pois a maioria das pessoas já está na terceira unidade (ou bimestre, como preferir), porém eu ainda estou na primeira. Minha escola funciona de acordo com o calendário europeu, por causa de uma greve, e não sei dizer se gosto disso ou não. O fato é que os professores parecem querer sugar nossa alma, e só o que nos resta é tentar seguir o fluxo, hehe. Tenho tido tanta coisa para fazer ao mesmo tempo que não consegui achar uma brecha para vir aqui, e senti falta. Acho que essa é uma das melhores coisas de se ter um blog pessoal, sabe? Fazemos boas amizades, nos encontramos na escrita do outro, nos sentimos à vontade para abrir nossos mundos e deixar que outras pessoas entrem. E tudo isso sem a menor cobrança. Escrever aqui é como uma terapia! Espero que as coisas acalmem um pouco e eu tenha mais tempo para fazer o que gosto.

Aqui deixo alguns registros da minha semana :




Carinho pelo correio

28 agosto, 2018

Eu sempre amei trocar cartas. Não possuo o dom da oratória e a melhor forma que encontro para expressar o que sinto é através de palavras escritas. Quando era mais nova eu e minhas amigas costumávamos escrever umas para as outras, mas crescemos e isso se perdeu um pouco, infelizmente. 
Desde que voltei a blogar, percebi que muitas meninas estavam revivendo esse costume tão bonito, e desde então fiquei animada com a ideia de poder fazer isso também. 

Tenha coragem e seja gentil

26 julho, 2018



☻Pinterest: @Doveriye ☻
Ontem durante a tarde, me aconteceu uma coisa legal. Para vocês entenderem mais o que eu quero passar, farei uma pequena contextualização. Infelizmente, eu tenho fobia social, em um grau que pode variar de acordo com as situações. Também tenho quatro gatinhos lindos, que comem bastante, fazendo com que a ração acabe bem rápido, e foi o que aconteceu ontem. Minha avó me pediu para ir comprar outro pacote e trazer outras coisas que ela estava precisando. Acontece que percorrer o caminho da minha casa até o super mercado e interagir com os homens que trabalham lá ( eles são maioria) me causa uma angústia enorme e quanto mais eu puder evitar isso, eu evito.

O Oceano no Fim do Caminho, Neil Gaiman

19 julho, 2018


O primeiro contato que tive com Neil Gaiman foi através de Coraline. Sou apaixonada pelo filme e quando li o livro, vi que Henry Selick fez um ótimo trabalho como diretor. O filme conseguiu captar a essência da obra original, se tornando um ótimo complemento. De qualquer forma, foi ali que me apaixonei pela escrita do Gaiman, e no mesmo instante eu soube que certamente me apaixonaria por qualquer outra coisa que ele escrevesse. Fiz uma lista, e entre os que queria ler, O oceano no fim do caminho era um dos primeiros. 

Efemeridades , inconstâncias e um girassol intruso.

07 julho, 2018


Intruso, pois o fotografei na última semana de aulas, e não nas férias que possibilitaram que esse texto existisse. 


Tem uma frase do Lewis Carroll que anda passeando bastante pela minha mente. A frase é a seguinte: "Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então." 
 No começo do mês passado eu mal podia esperar pelo recesso junino. Estava exausta da rotina escolar, de ver sempre os mesmos rostos e me estressar com bobagens. Hoje, prestes a voltar para tudo isso, posso dizer que estou ansiosa. A verdade é que ficar tanto tempo dentro de casa está me deixando deprimida. Estar no ócio me enlouquece e o que eu queria mesmo é um artigo de Sociologia pra escrever, igual ao que me fez perder noites para termina-lo dias antes de entrar em recesso. Tenho plena consciência de que não tardará para que eu me sinta sobrecarregada novamente, consequentemente desejando férias. Não é interessante? Nunca estamos satisfeitos com nada. Somos inconstantes, na maioria das vezes.

. l e t o l o g i a .
• Template Por Sem Guarda-Chuvas